Home Notícias
Itália e Uruguai decidem nesta terç…

Itália e Uruguai decidem nesta terça-feira em Natal se continuam na Copa ou voltam para seus países

Pai e filho dão entrevista para o canal Tg2, da RAI, Itália
Pai e filho dão entrevista para o canal Tg2, da RAI, Itália

O quarto e último jogo da fase de classificação em Natal reúne nesta terça-feira, 24, na Arena das Dunas, as seleções da Itália e Uruguai, pelo grupo D da Copa do Mundo de 2014, também chamado de grupo da morte que já eliminou a Inglaterra.

Até o presidente da Fifa, Joseph Blatter, vai assistir o jogo que tem os ingressos esgotados, porém muitos deles estão nas mãos de cambistas que chegam oferecer por R$ 1.500,0 cada um.

Batter chega a Natal na manhã desta terça-feira e viaja para Manaus após o jogo.

Nesta segunda-feira, 18, véspera do jogo, muitos torcedores da Itália e do Uruguai já tinham chegado a Natal para assistir a partida que decide o segundo classificado do Grupo D, que já tem a seleção da Costa Rica classificada em primeiro lugar com duas vitórias.

Os torcedores da Itália que estão em Natal acreditam na classificação da seleção Azurra, que depende apenas de um empate para passar para as oitavas de final.

O segundo colocado do grupo D vai pegar a seleção da Colômbia como primeira colocada do Grupo C nas oitavas de final.

Para os uruguaios, a garra da Celeste é superior a da Itália e por isso acreditam na vitória. Um dos torcedores acredita que passando pela Itália a seleção campeã das Copas de 1930 e 1950 pode repetir o “maracanaço”, quando ganhou do Brasil na final, no Maracanã. “Vamos ganhar do Brasil na final, repetindo o maranaço de 50, quando a celeste foi campeã do Mundo em pleno Maracanã”, disse o torcedor uruguaio, segurando uma réplica da taça da Fifa 2014, momentos antes do jogo Brasil e Camarões, nesta segunda-feira.

A partida entre Itália e Uruguai reúne duas seleções que juntas têm seis títulos mundiais, sendo dois da Celeste e quatro da Azurra.

O jogo será  o último realizado na Arena das pela Copa do Mundo. Antes, o estádio recebeu os jogos de México e Camarões, Gana e Estados Unidos e Japão e Grécia.
Gana e Estados teve o maior público de estrangeiros na Arena das Dunas, quando cerca de 20 norte-americanos invadiram Natal. O México foi a segunda seleção a trazer mais torcedores para a capital Potiguar.

No jogo Itália e Uruguai, nesta terça-feira, às 13 horas, os torcedores da “Celeste” como também é chamada a seleção uruguaia devem ser maioria nas arquibandas da Arena das Dunas. Nesta segunda-feira, muitos deles circulavam pela praia de Ponta Negra e pelos shoppings da cidade. Alguns deles com a camisa azul e com uma cuia de mate e uma garrafa térmica com água.

Os torcedores da Itália que estão em Natal esperam que a torcida natalense apoie a “Azurra” diante da rivalidade que o Brasil tem com os uruguaios, que derrotaram a seleção canarinho em pleno Maracanã, no Rio, na Copa de 1950.

O jogo do grupo da morte acontece num momento que Natal está em estado de calamidade pública devido as chuvas que atingiram a cidade nos dias 13 e 14 de junho, exatamente no primeiro jogo entre México e Camarões.

Choveu tanto naqueles dois dias que houve um deslizamento de areia na avenida Guanabara, no bairro de Mãe Luiza, que uma enorme cratera se formou, levando cerca de 20 casas. Como antes a Defesa Civil tinha retirado os moradores das casas de risco, não houve feridos, apenas danos materiais. Casas, móveis, eletrodomésticos, carros e motos foram tragados pela cratera.

Para esta terça-feira, a previsão é de chuvas durante o dia todo.

Natal vive o seu período de chuvas, que começa em abril e se estende até o início de agosto. Nos dias 13 e 14, as chuvas alcançaram um volume de 300 milímetros, o equivalente ao esperado para um mês.

Além das chuvas, a cidade enfrenta uma greve dos motoristas de ônibus urbanos, que decidiram acatar decisão da Justiça que determinou que a frota completa de cerca de 600 ônibus circule normalmente no dia deste jogo entre Itália e Uruguai.

No primeiro jogo entre México e Camarões, no dia 13 de junho, choveu muito durante o dia todo na cidade e os torcedores das duas seleções tiveram dificuldades para chegar ao estádio. Não havia ônibus circulando e a frota de táxi foi insuficiente para atender a demanda. Muitos torcedores hospedados na praia de Ponta Negra tiveram que ir para o estádio, distante 7 km, a pé.


Outras notícias
23/02/2020
Depois de Brown, Monobloco agita domingo de Carnaval em Natal

Depois de Carlinhos Braw, banda Monobloco agita o domingo de Carnaval em Ponta Negra


31/12/2019
Translado autônomo tem melhor preço do aeroporto de Natal para hotéis de Ponta Negra

As tarifas dos táxis e dos aplicativos que operam no Aeroporto Internacional de Natal baixaram de preços nesta alta temporada 2020.


27/12/2019
Gastronomia, música e artesanato no espaço da Árvore de Natal até 6 de janeiro

Considerada a Árvore de Natal mais alta do Brasil, com 110 metros, numa estrutura metálica com 400 mil micro lâmpadas de led nas cores prata e dourado…


25/12/2019
Show de Dorgival Dantas nesta quarta na Árvore de Natal

Dando continuidade a programação do Natal em Natal, a  prefeitura de Natal programou para esta quarta-feira, dia 25 de dezembro, a partir das 19 horas…











Publicidade

Publicidade