Home Notícias
O paraíso existe no Tao Paradise, n…

O paraíso existe no Tao Paradise, no vale do Catolé, a 90 km de Natal


Para quem gosta de tranquilidade e contato com uma natureza ainda preservada, o restaurante Tao Paradise, um Day Use, na localidade de Catolé, a cerca de 90 km de Natal, é uma agradável surpresa no meio do nada. Catolé está cerca de10 km do distrito de Punau, município de Rio do Fogo. 

No mapa, a região de Catolé fica num vale verde, com nascente de água cristalina, onde o italiano Davide Zannoni, que se apresenta como "Dream Maker" (Fabricante de sonhos), resolveu se refugiar há três anos, após passar por uns estresses, após anos trabalhando como gerente de grandes hotéis pelo mundo e também construtor de casas para estrangeiros na região da praia de Pititinga, no litoral Norte de Natal.

Para fugir do estresse, ele adquiriu um terreno de 21 hectares com bananeiras, mangueiras, abacateiros, coqueiros e outras plantas, como o açai, que Zanoni trouxe do Pará e se adaptou bem no seu sítio, uma espécie de oásis na localidade de Católe, um lindo vale verde que fica próximo da base de treinamento da Aeronáutica no município de Maxanguape.

Nem o maps Google dá com precisão a localização deste vale, que está situado numa região que faz divisa dos municípios de Pureza, Rio do Fogo e Maxaranguape. De Natal até o restaurante são cerca de 90 km.

Seguindo pela BR-101 até a entrada da praia de Zumbi, a dica é pegar a esquerda em direção a RN-064, a rodovia estadual que era a antiga ligação com Touros. Depois de 3,5 km de estrada de terra, é só pegar a rodovia à direita, passar pela vila de Punau e o povoado do distrito de Punau. Neste trecho de asfalto são mais 9,3km até chegar a uma curva acentuada, onde já existe placa da Tao Paradise indicando a trilha a seguir. Neste ponto da rodoviai é só seguir pela estrada de terra à direita ao invés de seguir o trajeto natural da rodovia.

A partir deste ponto que deixa o asfalto, o cliente que já agendou o seu dia terá as indicações de pequenas placas com a letra "T" em laranja indicando para chegar ao local, em mais 7,4 km até uma encruzilhada, que depois segue por mais 1,2 km de terra até a entrada do sitio onde está o Tao Paradise.

Para se chegar ao “Tao Paradise”, que na tradução da língua tagalo, das Filipinas, significa “pessoas no paraíso”, o proprietário do restaurante, Davide Zannoni, elaborou um mapa que ele fornece depois que o cliente contrata o serviço pelo seu site (www.taoparadise.com) ou na sua página no Facebook (taoparadise).

Um aviso, o restaurante não aceita clientes sem o agendamento antecipado pelo site ou Facebook, onde já é feito o pedido dos pratos. No menu tem duas opcões: Mar e Terra.

Apenas 16 privilegiados por dia podem ser atendidos com atenção no seu refúgio tropical, o paraíso encrustado numa região que produz abacaxi, banana e cocos, além de recentemente produzir grama natural para estádios e jardins do Brasil todo.

Voltando ao Tao Paradise, Davidi explica que não atende clientes que queiram ir diretamente ao seu restaurante sem antes fazer a reserva, por uma questão de planejamento para atender bem 16 pessoas que são tratadas com toda atenção pelo italiano que encontrou seu paraíso, o qual ele divide com turistas de todos as partes do mundo.

O Tao Paradise é um lugar inesquecível para ir a dois e sentir um clima que lembra Bali com seus bangalôs sobre a água cristalina que brota do vale do Catolé. A “Bali do sertão potiguar” tem quiosques ao invés de bangalôs para acomodar quatro pessoas. No total, são apenas quatro quiosques, cada um abrigando quatro pessoas, totalizando 16 privilegiados para curtir o Day Use do Tao Paradise.

O oásis do Tao Paradise fica encravado num vale verde de uma região que chove pouco, mas que de suas entranhas brotam águas cristalinas.

O Restaurante tem uma culinária afro-americana.

A dinâmica do atendimento neste Day Use é o cliente chegar por volta das 10h30min, quando é recepcionado com bruscetta e suco, que ficam no quiosque. Depois, por volta das 13 horas, o almoço é servido, com entrada, uma massa, mais um prato especial que pode ser o Mar, com peixe, e o Terra, com filé de carne no espetinho, com batata, arroz preto e guapamole, iguaria mexicana feita com abacate.

Para desfrutar de cerca de 5 horas neste paraíso, que inclui o lanche, o almoço e a sobremesa, o cliente paga R$ 120,00 por pessoa, não incluindo as bebidas, que são cobradas a aparte.

Contatos para reserva: (84) 9915-6524 e davide.taoparadise@gmail.com

Facebook - Tao Paradise - www.taoparadise.com

VENDO O MUNDO SOB OUTRA ÓTICA

No sábado que este jornalista foi conhecer o Tao Paradise, dia 21 de fevereiro deste ano, além de noruegueses e italianos – não havia brasileiros – encontrei Alessandro Bordini, 29 anos, um ex-paraquedista que perdeu a visão após um acidente na Itália e hoje viaja pelo mundo contando sua história em palestras e mesmo para as pessoas que te dão atenção.

Alessandro começou a viajar no dia 2 de abril de 2013 e até fevereiro de 2015, o italiano já visitou 75 países. Há mais de um mês está no Brasil, onde já esteve em Florianópolis, São Paulo, Rio de Janeiro, Vitória, Salvador, Aracaju, Maceío, Natal e, neste dia 28 de fevereiro, de acordo com sua postagem no Face Book, já se encontrava em Belém. Ele viaja de avião e de carona.

“No lugar que eu chego, falo com alguma pessoa, peço orientação e muita gente com bondade ainda me hospeda em sua casa. Tenho todo o caminho da cidade que posso atravessar, mas se hoje encontrar uma pessoa que disser onde posso ir e me chamar para outra cidade eu vou”, contou ele numa entrevista em Aracaju, após dar uma palestra na Universidade Federal de Sergipe.

O convite foi feito pelo professor do Departamento de Educação Física da UFS, Rogério Brandão, que ofereceu uma carona.  “Ofereci carona para ele até a rodoviária. Na ida, ele me contou sua história em 15 minutos e achei interessante e que ele tinha que compartilhar isso com a universidade”, conta o professor, que resolveu  levá-lo para uma palestra para mostrar que ainda existem pessoas boas no mundo e que “o pensamento positivo traz essas pessoas para perto da gente”.

E este jornalista teve o prazer de conhecer Alessandro no Tao Paradise, onde ele estava acompanhado de duas italianas que o convidaram para vivenciar este paraíso.

Como diz o professor de Sergipe, “não se pode ter medo de fazer as coisas na vida porque senão a gente fica parado no lugar”, daí que o ex-paraquedista foi conhecer a Tao Paradise.

Depois de alguns minutos conversando com Alessandro que descansava numa rede sob uma árvore, perguntei a ele como uma pessoa sem visão poderia descrever o lugar que estava vivenciando.

Ele descreveu o Tao Paradise como um “lugar especial onde se sente a força, a energia da natureza, da terra e nos transmite paz”.

Depois, mais tarde, após o almoço, voltei a encontrar Alessandro e a amiga mergulhando nas águas cristalina do riacho que cruza o Tao Paradise, numa demonstração que o ser humano quando deseja pode superar seus limites e deficiências, descobrindo novas fórmulas de viver, ao invés de reclamar que a vida não lhe foi favorável.

O italiano talvez seja o primeiro deficiente visual que está fazendo “sozinho” uma viagem que ele mesmo intitula “Volta ao mundo sem visão: uma história de desafio e superação”.

Alessandro nasceu em oito de agosto de 1985, na província de Verona, filho de um artesão de madeira. Desde cedo gostava de eventos esportivos e aos 21 anos descobriu o paraquedismo.

Depois de ganhar a batalha contra a morte, mas perdendo a visão, Alessandro decidiu que ficar em casa não fazia parte de seus planos de futuro e resolveu dar a volta ao mundo para mostrar que não há barreiras para pessoas com qualquer deficiência.

“A viagem não é para conhecer novos lugares, mas para falar que se pode encontrar pessoas boas em cada lugar do mundo. Antes de viajar, encontrava pessoas que ficavam com medo, sem confiança em outras pessoas, eu ainda ouvia notícias negativas de roubos e, mesmo assim, ainda fico convicto de que no mundo também tem muita gente boa que possa ajudar os outros”, relatou ele em sua passagem por Aracaju.  

Na última terça-feira, 24, Alessandro deixou Natal e voou para Brasília e depois para Belém em sua viagem solitária mostrando que ainda existem pessoas boas pelo mundo.

Sobre as barreiras que encontrou, o italiano também relata que já foi impedido de se hospedar em um hotel no Brasil. “Em quase todo país do mundo tem barreiras físicas e mentais. Por exemplo, quando fiquei em São Mateus, Espírito Santo, perto de Vitória, num grande hotel para descansar, me disseram que eu não podia ficar lá porque eu era deficiente visual e podia cair da escada”, conta ele num site de Aracaju.

A resposta de Alessandro foi: “Sério? Todo lugar do mundo tem escada e expliquei que já viajei por vários lugares e, mesmo assim, a pessoa não entendia. Mas isso não foi problema porque eu fui em outro lugar que era mais barato e fui muito bem hospedado. Fiquei só um pouco triste porque vi que ainda tem pessoas que não escuta o coração”.

Independente das dificuldades encontradas, Alessandro Bordini segue sua odisseia pelo mundo e garante que a experiência está valendo a pena.

 “Vale a pena porque eu encontrei nas viagens muitas coisas boas e tenho amigo em cada lugar do mundo. Às vezes é mais complicado e fico triste porque sinto falta de casa, dos amigos, mas muitas vezes fico feliz porque pego pessoas que me ajudam e isso é bom porque me lembra do motivo que estou viajando”, afirmou ele.

 


Outras notícias
23/02/2020
Depois de Brown, Monobloco agita domingo de Carnaval em Natal

Depois de Carlinhos Braw, banda Monobloco agita o domingo de Carnaval em Ponta Negra


31/12/2019
Translado autônomo tem melhor preço do aeroporto de Natal para hotéis de Ponta Negra

As tarifas dos táxis e dos aplicativos que operam no Aeroporto Internacional de Natal baixaram de preços nesta alta temporada 2020.


27/12/2019
Gastronomia, música e artesanato no espaço da Árvore de Natal até 6 de janeiro

Considerada a Árvore de Natal mais alta do Brasil, com 110 metros, numa estrutura metálica com 400 mil micro lâmpadas de led nas cores prata e dourado…


25/12/2019
Show de Dorgival Dantas nesta quarta na Árvore de Natal

Dando continuidade a programação do Natal em Natal, a  prefeitura de Natal programou para esta quarta-feira, dia 25 de dezembro, a partir das 19 horas…











Publicidade

Publicidade