Home
Litoral Sul
Baía Formosa

Baía Formosa

Litoral Sul

Rodeada por falésias e dunas, Baía Formosa, distante 93 km de Natal, é uma praia que no início dos anos 2.000 começou a ser descoberta pelos turistas que procuravam tranqüilidade e natureza, mas que já era frequentada pelos surfistas amadores. Agora, com o ouro Olìmpico do surfista Ítalo Ferreira nas Olímpidas de Tóquio (Japão), o filho da terra colocou novamente em evidência o município, com o turismo surfando na onda do ilustre formosense.

Em 2019, Italo já havia sido campeão mundial de Surf pela WSL (a Liga Mundial de Surf), mas Baía Formosa não teve a repercursão que obteve agora com sua medalha de Ouro Olímpica.

Com a pandenia em 2020, as agências de turismos de Natal deixaram de operar o destino Baia Formosa, voltando depois em setembro de 2020 a levar turistas para o destino.

Segundo o Bugueiro China, antes da pandemia, a agência Potiguar Turismo, que faz o receptivo dos turistas da Operadora CVC, levava todos os dias cerca de 50 turistas para Baia Formosa. "Hoje, a Potiguar Turismo não traz 50 turistas por semana, o que deixou muita gente desempregada no turismo", explica o bugueiro.

A agência Marazul támbém fazia passeios para Baia Formosa antes da pandemia e agora deve retornar a fazer o roteiro uma vez por semana, podendo aumentar a frequência de acordo com a procura.

China diz que com a medalha de Ouro de Italo a procura por Baia Formosa cresceu um pouco, mas por enquanto são turistas regionais. 

Alguns bugueiros de Baía Formosa que faziam o tradicional passeio até a divisa com a Paraíba, no Rio Guaju, tiveram que sair do município para trabalhar em Natal, diante da pouca procura por aquele destino turístico. 

COMO CHEGAR A BAÍA FORMOSA

O acesso é pela BR-101, Natal-João Pessoa. São cerca de 22 km da BR-101 até Baía Formosa.


Do alto da falésia, o visual dos barcos dos pescadores ancorados na baía é a sua marca registrada. Ainda na orla urbana, tem um trecho de ondas fortes, ideal para a prática do surfe.

Além de surfistas, Baía Formosa está atraindo turistas que vão em busca de tranqüilidade e muita natureza.
A região tem canavial e a Mata Estrela, uma área de dois mil hectares da remanescente Mata Atlântica, que se tornou Reserva Particular do Patrimônio Natural, com acesso controlado.

No interior dessa reserva está a lagoa Coca-Cola, batizada com este nome devido a sua água escura, porém limpa.

A partir da pousada e restaurante Chalemar, uma boa opção é fazer o passeio de bugue até a praia do Sagi, distante 15 km, onde o rio Guaju divide o Rio Grande do Norte da Paraíba.

Nesse rio tem um passeio de canoa no manguezal, com direito a banho de lama.

Na margem do rio Guaju, barraca de nativos é uma boa opção para comer peixe e petiscos, além de matar a sede com uma cerveja bem gelada.

Na volta, o passeio inclui uma visita a Mata Estrela, com parada para banho na lagoa Itacoatiara, mais conhecida como lagoa da Coca-Cola pela sua água apresentar coloração semelhante ao refrigerante.

Na praia de Sagi tem Ombak Bar e Restaurante, um point à beira-mar. Rústico, o bar tem cachaçaria com mais de 20 tipos de pinga, além de ótimos pratos, petiscos e caldos de camarão, peixe, ostra e sururu, além de pastel de camarão.

A Associação dos Bugueiros de Baía Formosa tem cerca de 40 associados, entre eles, o "China Bugueiro", que faz o passeio até a divisa com a Paraíba, passando pela lagoa da Coca-Cola.

Contato com o "China" pelo celular (84) 99451-4880.


Como Chegar?









Publicidade

Publicidade